Antes de ser nome de praça... Barão Homem de Melo

Vila Santa Isabel, Zona Leste de São Paulo, história de São Paulo, bairros de São Paulo, Vila Formosa, Vila Carrão, professores, política, abolição
Escritor, professor, político e cartógrafo. 

Nasceu em Pindamonhangaba, em 1837. Faleceu em 1918. 

Filho de Francisco Marcondes Homem de Melo, o Visconde de Pindamonhangaba, e de Ana Francisca de Melo. Formou-se em 1858 na Faculdade de Direito do Largo de São Francisco. 

Foi professor de História Universal no Colégio Pedro II, no Rio do Janeiro, até 1864, quando foi nomeado presidente da província de São Paulo, iniciando vida pública até a Proclamação da República. 

Além do cargo de vereador e do governo de São Paulo, presidiu ainda as províncias do Ceará (1865 — 1866), do Rio Grande do Sul (1867 — 1868) - quando organizou o III Exército, sob o comando do general Osório, para a luta na Guerra do Paraguai - e a da Bahia, de 1878 a 1879. 
Foi diretor do Banco do Brasil em dois períodos, e ainda Inspetor da Instrução do Rio de Janeiro, cargo cumulado ao de presidente da Cia. Estrada de Ferro Rio-S. Paulo (Estrada de Ferro D. Pedro II). Foi enquanto presidente desta que recebeu o título de Barão, quando da inauguração da linha entre São Paulo e Cachoeira Paulista. 

Foi membro do Instituto Histórico e Geográfico Brasileiro, do Instituto Histórico de São Paulo, do Instituto Geográfico Argentino, e da Academia Brasileira de Letras. Homem de Melo também dirigiu a Biblioteca Nacional - dentre inúmeras outras instituições. 

Foi um combativo abolicionista. Afastou-se da política a partir da Proclamação da República. 

Fonte: Wikipedia 
http://pt.wikipedia.org/wiki/Francisco_In%C3%A1cio_Marcondes_Homem_de_Melo
Foi um combativo abolicionista. Afastou-se da política a partir da Proclamação da República.

Fonte: Wikipedia
http://pt.wikipedia.org/wiki/Francisco_In%C3%A1cio_Marcondes_Homem_de_Melo

0 comentários:

Note: Only a member of this blog may post a comment.