O caso do serralheiro que (ainda) não entregou os portões e as grades do Santuário Santa Isabel Rainha

Lívio Ferreira de Miranda, serralheiro, proprietário de serralheria localizada na Rua Benedito Galvão, 164, Vila Santa Isabel, foi contratado para fazer e instalar as novas grades e os portões do Santuário Santa Isabel Rainha. 
Era para a obra ter ficado pronta até dezembro. Não ficou, mesmo tendo o serralheiro recebido adiantamento pelo serviço.
Lívio prometeu para janeiro. Não cumpriu. Prometeu para fevereiro. Não cumpriu. E, de promessa em promessa, embromação em embromação, estamos em abril.
Ultimamente, quando vamos à serralheria, a encontramos fechada. Cadê o serralheiro? Isso aconteceu na segunda e terça-feira desta semana.
Segundo depoimentos de vários moradores, Lívio é conhecido por demorar muito para entregar o que foi combinado e acertado.
Com certeza, alguém que trata uma obra de tamanha importância, como é o caso da colocação dos portões e das grades do santuário, com tanta displicência e pouco caso, não cumprindo prazos, não dando satisfação ao cliente e desaparecendo nos momentos de cobrança, é um péssimo profissional.
As grades e os portões são, infelizmente, o único recurso para impedir a transformação da frente da igreja em um lixão, graças a moradores que para lá levam lixo e entulho e por causa dos sem-teto que transformaram o local em abrigo e banheiro.
Mas o Lívio serralheiro parece pouco se importar com isso.
Que ele tenha certeza de que as pessoas que o contrataram estão arrependidas.
E, enquanto isso, a Paróquia espera a boa vontade desse serralheiro para entregar aquilo que havia se comprometido a fazer.







0 comentários:

Note: Only a member of this blog may post a comment.